COLHEITA

VOCÊ ESTÁ PRÓXIMO DE ASSISTIR AO PAINEL DE COLHEITA

Em um modelo inovador no mundo do café, no evento COLETIVO DE PORTAS ABERTAS IV, montamos uma arena para falar de CAFÉ e documentamos tudo. Agora está online aqui no canal do COLETIVO CAFÉ para você assistir com a sua família em casa.  

 

No dia 01/02/2020, na arena, falamos de 4 temas em painéis de 1:30h de duração.

Selecionamos 3 convidados especiais para cada painel e uma mediadora que conduziu com dinâmica e foco as perguntas direcionadas para cada um deles.

Veja abaixo quem participou do painel e algumas perguntas que foram direcionadas para cada um deles.

Atua há 40 anos na cafeicultura. Teve experiência na produção de café com seu Pai desde os 10 anos de idade, tem grande conhecimento em produção. Conseguiu exportar seu café como produtor rural (Pessoa física). Hoje, com seu conhecimento trabalha com frete internacional e re-beneficiamento de cafés especiais.

Edmar Zuccon

  • Qual a melhor forma e em que momento nos preparamos para a colheita?

  • O que é o Brix e qual o Brix ideal para colher o cafe?

  • Como identificar um talhão que tenha potencial para produzir cafés com valor sensorial superior? 

  • Como preparar a condução do café colhido para a via úmida?

Bióloga de formação e cafeicultora por paixão, há 18 anos na cafeicultura sempre buscou estar presente em todo o processo de produção. Hoje se especializou em torra e está em busca de melhorias na gestão e gerenciamento da Fazenda.

Thiana Luvizotto

  • Como você identifica a hora certa de iniciar a colheita?

  • Quantas vezes você costuma passar colhendo seletivamente em cada planta? Para que esse tipo de colheita seja sustentável, que valor eu tenho que obter em uma saca?

  • Quais são os desafios de ser mulher na lida do campo?

Agrônoma e produtora de café na Cidade de Mutum. Também é Consultora no programa assistência técnica e gerencial no Senar MG.

Jéssica Carmo

  • Como podemos obter a redução do custo de produção por saca? Existe real possibilidade de mecanização ou semi mecanização na cafeicultura de montanhas?  

  • Que ferramentas podemos usar no intuito de reduzir o custo da colheita?

  •  Qual a importância da rastreabilidade e a identificação dos lotes desde o manejo e tratos culturais dos talhões?

CHEGOU A HORA DE ASSISTIR O CONTEÚDO NA ÍNTEGRA.

JÁ PREPAROU O CAFÉ E A PIPOCA?

AGORA É SÓ CLICAR NO VÍDEO